Notice: wpdb::prepare foi chamada incorrectamente. A consulta não contém o número correcto de placeholders (1) para o número de argumentos passados (3). Por favor veja Depuração no WordPress para mais informações. (Esta mensagem foi adicionada na versão 4.8.3.) in /home/aquafitn/public_html/wp-includes/functions.php on line 4146

Notice: wpdb::prepare foi chamada incorrectamente. A consulta não contém o número correcto de placeholders (2) para o número de argumentos passados (3). Por favor veja Depuração no WordPress para mais informações. (Esta mensagem foi adicionada na versão 4.8.3.) in /home/aquafitn/public_html/wp-includes/functions.php on line 4146
O MITO do pão #divBusca{     background-color:#2F4F4F;     border:solid 1px;     border-radius:15px;     width:300px; } .wtrBlogDfPostOther { display: none; important! margin-top: 22px; } .wtrShtLastNewsStandard .wtrShtLastNewsStandardOther { display: none; }
05
12
2017

O MITO do pão

O pão é um alimento que engorda e devemos evitar ou será que podemos fazer as pazes com ele?

Vamos compará-lo com alguns alimentos que muitas vezes usamos para substitui-lo na tentativa de não ganharmos peso. Esta comparação foi feita por porção que habitualmente ingerimos e não por 100g de produto.

Se num lanche substituir um pão de centeio com queijo fresco magro ou fiambre de perú por cereais (excepto os Corn Flakes), bolachas, croissant ou outro similar, estará a ingerir mais gordura, a qual por vezes chega a ser 14 vezes mais. Um aspeto também importante é olharmos para a lista de ingredientes dos produtos mais processados como bolachas, cereais de pequeno-almoço, produtos de pastelaria, etc. Muitas vezes têm na sua composição gorduras total ou parcialmente hidrogenadas, prejudiciais à nossa saúde cardiovascular.

 

O açúcar presente em alguns cereais, bolachas e demais produtos industrializados também é, na maioria das vezes, superior ao presente no pão de confeção tipo artesanal. Denote-se que em certos casos, 3-4 bolachas podem chegar a ter o equivalente a 2 pacotes de açúcar que usualmente utilizamos para adoçar o café.

 

Há no entanto que ser criterioso na escolha do tipo de pão a consumir. Optarmos por farinhas menos refinadas e com maior riqueza nutricional (mais fibras e minerais) e sempre com menos ingredientes na sua lista de ingredientes (p.ex. centeio, malte, mistura, …). O “acompanhamento” no pão também vai fazer toda a diferença. No entanto não há alimentos proibidos desde que façam parte de uma alimentação variada e equilibrada.

 

Havendo ainda aspetos para melhorar na qualidade nutricional do pão, nomeadamente a redução do teor de sal usado na sua elaboração, será que este alimento deve ser tão penalizado na nossa alimentação diária quando consumido com moderação?

 

 

 

Lucília Duarte – C.P. 2068N

Nutricionista Aquafitness Quinta do Texugo

nutricao.texugo@aquafitness.pt