Notice: wpdb::prepare foi chamada incorrectamente. A consulta não contém o número correcto de placeholders (1) para o número de argumentos passados (3). Por favor veja Depuração no WordPress para mais informações. (Esta mensagem foi adicionada na versão 4.8.3.) in /home/aquafitn/public_html/wp-includes/functions.php on line 4146

Notice: wpdb::prepare foi chamada incorrectamente. A consulta não contém o número correcto de placeholders (2) para o número de argumentos passados (3). Por favor veja Depuração no WordPress para mais informações. (Esta mensagem foi adicionada na versão 4.8.3.) in /home/aquafitn/public_html/wp-includes/functions.php on line 4146
Iogurtes: Afinal quais são os iogurtes mais “interessantes” do ponto de vista nutricional? #divBusca{     background-color:#2F4F4F;     border:solid 1px;     border-radius:15px;     width:300px; } .wtrBlogDfPostOther { display: none; important! margin-top: 22px; } .wtrShtLastNewsStandard .wtrShtLastNewsStandardOther { display: none; }
11
10
2017

Iogurtes: Afinal quais são os iogurtes mais “interessantes” do ponto de vista nutricional?

Hoje em dia falamos muito sobre os iogurtes e dos seus benefícios no fortalecimento do sistema imunitário e na saúde óssea. Mas afinal o que é um iogurte?

 

Segundo a Portaria nº742/92 de 24 de Julho, o iogurte “é um produto coagulado, obtido por fermentação láctica devido à ação exclusiva do Lactobacillus delbrueckii subsp. bulgariccus e do Streptococcus thermophillus, devendo a flora específica estar viva e abundante no produto final.”

 

Com a enorme variedade de marcas, tipos e sabores, torna-se complexo escolher o iogurte “mais interessante” do ponto de vista nutricional. Esta escolha deve ser adaptada às características e necessidades individuais de cada pessoa, sendo a composição nutricional (quantidade de calorias, proteínas, hidratos de carbono, açúcares e lípidos) de cada alimento uma excelente ajuda.

 

Na tabela seguinte estão indicados a quantidade dos componentes acima mencionados. A escolha dos iogurtes foi totalmente aleatória.

Na categoria “Naturais” estão presentes os iogurtes que não têm quaisquer adições.

 

Na categoria “Aromas” estão presentes os iogurtes que têm adição de ingredientes aromáticos ou aditivos alimentares.

 

Na categoria “Magros” estão presentes os iogurtes que têm um teor máximo de 0,3% de matéria gorda.

 

Na categoria “Gregos” estão presentes normalmente os iogurtes com teores elevados de gordura, podendo ter adição ou não de açúcares. Contudo, como podemos verificar na tabela, já existem gregos com redução de gordura.

 

Na categoria “Skyr” estão presentes os iogurtes que têm um alto teor de proteína e um baixo teor lipídico. Este iogurte islandês está muito na moda no mundo do fitness pelas suas propriedades nutricionais, como é produzido com quantidades de leite superiores ao iogurte natural e tem uma maior quantidade de caseína (proteína com alto valor biológico que contém todos os aminoácidos essenciais em quantidades e proporções ideais para atender às necessidades orgânicas), tem mais aminoácidos essenciais e digere-se melhor. Por ser um iogurte bastante consistente, promove uma maior saciedade, sendo uma mais-valia para pessoas com muito apetite (hiperfagia).

 

Na categoria “Sem lactose” estão presentes os iogurtes que não têm na sua composição lactose, porque durante o processamento do leite até ser originado o iogurte, parte da lactose presente é hidrolisada, ou seja, é degradada durante o processo de fermentação, sendo uma ótima alternativa para garantir a ingestão adequada de cálcio e outros nutrientes fornecidos pelos lacticínios.

 

Daniela Toscano
Nutricionista Estagiária, C.P. 2104NE
Departamento de Nutrição Aquafitness – Qta. do Texugo
nutricao3.texugo@aquafitness.pt